Home   |   Contato   |   Cadastre-se na Área de Clientes!!!
Notícias

Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?

Já pensou se na hora de comprar um carro você pudesse escolher o melhor de cada modelo? Na escolha de um sedã médio, por exemplo, daria para escolher o câmbio de seis marchas do Volkswagen Jetta, mas acoplá-lo ao motor de 2,0 litros 16 v do Peugeot 408. Mas, infelizmente, não é bem assim que funciona e temos de levar o conjunto todo pra casa.


         Sendo assim, quem preferir pagar R$ 69.990 pelo Jetta Comfortline Tiptronic, vai levar uma caixa de seis marchas com trocas seqüenciais com respostas rápidas e trocas suaves. Mas, em contrapartida, vai ter um motor de 2,0 litros 8V de apenas 120 cv de potência com etanol e 116 cv com gasolina. O bloco é o mesmo usado no Golf de quarta geração desde seu lançamento em 1998.


         Já quem desembolsar R$ 74.900 no  408 Feline 2.0 automático terá um propulsor moderno de 2,0 litros 16V que chega aos 151 cv com etanol e 143 cv com gasolina. É verdade que ele já tem um tempo de mercado, mas é feito com alumínio e conta com comando variável de válvulas de admissão. Só que toda a graça do motor é inibida pelo câmbio de apenas quatro velocidades que, apesar de ter uma nova programação e um conversor de torque mais rápido, ainda peca nas indecisões na hora de trocar a marcha.

 

Só que nem a caixa automática tira o brilho do sedã da Peugeot. Mesmo não tendo um design inovador, é mais rebuscado do que a cara de sério do Volkswagen. Os faróis lembram o antecessor 307 e a traseira, com algum esforço, traz à mente o antigo 406. O Jetta ganhou a identidade visual da marca, que o faz lembrar desde um Audi luxuoso quando visto de traseira até um popular Fox quando é observado pela frente.

 

O interior do Jetta também é contido. Traz bom acabamento e o rádio pode ter uma tela sensível ao toque, mas sem muitas novidades. Aceita músicas por uma entrada de cartão SD ou porta USB no porta-luvas, mas não tem navegador e nem tocador de DVD. O 408, na versão avaliada, têm entradas auxiliar e USB no console central. Os dois têm Bluetooth.

 

Além disso, o Peugeot vem equipado com airbags frontais, laterais e de cortina, controle de estabilidade, freios ABS com distribuidor eletrônico de frenagem, direção eletro-hidráulico, ar-condicionado digital de duas zonas, teto solar e rodas de 17 polegadas. No Jetta, a direção é hidráulica e, tirando os freios ABS e os airbags frontais, o restante é opcional.

 

Quando se fala em espaço interno, os dois sedãs são parecidos. O entre - eixos do Peugeot tem 2,71 m, 6 cm a mais. Essa vantagem está clara ao se olhar para quem se senta atrás, mais confortável e com acesso privilegiado no acesso graças ao tamanho das portas. Como dito no “30 dias a bordo do Renault Fluence”, uma cadeira de bebê vai com folga. O porta-malas também é maior, com 16 litros a mais: 525 l. E a tampa do 408 tem abertura pantográficas, sem as alças que invadem o espaço da bagagem presentes no Jetta.

 

Ao volante, como já dito no início do texto, o mundo perfeito seria uma junção dos dois. Como não dá para ser, o Jetta peca sim pelo motor. Ele tem um bom torque em baixa rotação, mas vai perdendo o ritmo conforme ganha velocidades. Uma retomada a 80 km/h vai exigir reduções que, com o bom câmbio, são rápidas. A aspereza do funcionamento e o ruído aí não têm jeito, vão incomodar.

A suspensão é firme como manda a escola Volkswagen. O sedã fica firme nas curvas mais rápidas e dá uma boa sensação de segurança. Em cruzeiro é difícil sentir oscilações da carroceria.

 

O  motor do 408 é mais suave e responde bem ao acelerador em quase todas as situações. A caixa de quatro marchas ficou com as trocas mais suaves por causa do novo conversor de torque, mas ainda há lentidão entre as trocas e muitas vezes “desobedece” o motorista. A suspensão é mais equilibrada entre o desempenho e o conforto, mas não é nada que desabone em altas velocidades, mantendo o carro na linha em curvas e sem flutuações em linha reta.

Veredicto de Fernando Pedroso – O Jetta é um carro bonito, mas conservador demais. A padronização do desenho da Volkswagen tirou, a meu ver, o status que o Jetta antigo tinha. O motor já cansado no mercado decepciona, mas é salvo pelo câmbio Tiptronic. O Peugeot, apesar da caixa de quatro marchas, tem um motor melhor e ganha no espaço, no conforto e no pacote de equipamentos. É o vencedor.

 

                                                                                  

 

                                                                                                        Texto e fotos: Fernando Pedroso / Fonte: iCarros 

 



Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?
Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?Jetta x 408 Qual sedã vence o duelo?


Veja outras Notícias
 
In addition to this, a 24 hour time telling display is provided by the replica watches uk of Arabic numerals. In order to ensure day-to-day wearability, it is equipped with a silver-tone mesh band, which features a replica watches sale over clasp with safety closure. Easily adjustable mesh band, handy date calendar that rests at the six o'clock position and a 24 hour dial with golden trim are some of the additional features of this elegant rolex replica. The 355XLSSB is another popular wristwatch design from the house of Skagen. This elegant watch features a thin steel 40mm broad case along with a replica watches sale good-looking steel mesh bracelet. Even though the replica watches uk is only available in the upper-medium range, the bezel design makes it look like a replica watches sale large one when you wear it on your wrist. It also features a nice circular display of Arabic numerals and gold-tone needle-shaped watch hands.
   OnLine Express
     Fone: -

      - - - Jundia?%'=Cidade%> - SP -
     Skype: suportesitefacilexpress
SiteF?ilExpress

© www.sitefacilexpress.com.br